domingo, 27 de maio de 2012


Há aqueles dias que são tão nublados, que não temos nada na mente, ou melhor, temos coisas a mais. Há aqueles dias que nos sentimos num diluvio, com muitas coisas para sentir e em que só sentimos as piores. Há dias assim, em que mais valia cair num sono profundo. Há dias que nem com um sono profundo lá íamos. Há dias que sonhamos com quem não devemos. Há dias que estamos felizes, há outros que há algo que estrague esse sentimento. Há dias em que perguntamos "porquê" e há dias que não encontramos respostas. A vida dá muitas voltas, as pessoas ensinam-nos a mudar, as pessoas mudam-nos, nós mudamos. Nós mudamos porque as pessoas nos magoam, nos desiludem, nós mudamos porque não queremos ser iguais à pessoa que nos magoou. Nós mudamos porque estamos errados, nós mudamos para não voltarmos a sofrer. Nós sofremos porque ainda não mudámos. Não mudámos porque ainda não tivemos força para isso, no entanto temos sempre força para ajudar os outros a mudar. Nós ajudamos os outros a mudar porque acreditamos que eles possam mudar. Eles podem mudar, se quiserem. Se quiserem mudar nós podemos ajudá-los. É um grande ciclo vicioso. Parabéns às pessoas que não mudam a sua essência, o seu lado meigo, o seu lado maternal e de preocupação, de reconhecimento. Parabéns às pessoas que recebem um estalo e dão a outra face. Parabéns às pessoas que não desistem de ninguém mesmo que esse alguém não mereça. Mesmo que esse alguém não se importe, ou não queira saber. Parabéns pessoas maravilhosas, especiais, únicas, fabulosas! 

3 comentários:

vera • disse...

ainda bem que ainda há pessoas assim!

IC disse...

Há muito tempo quenão aqui vinha, mas adorei ler-te :)

vera • disse...

fazes tu muito bem :))